CONSULTORA DE VIAGENS / Ana Paula +51-959148222

E-MAIL/ atendimento@perugrandtravel.com

Peru Grand Travel / Dicas de Viagem  / 5 formas de chegar a Machu Picchu
Formas de chegar a Machu Picchu

5 formas de chegar a Machu Picchu

Machu Picchu é um complexo arqueológico cheio de encanto e história que todos deveriam conhecer ao menos uma vez na vida. Porém, quando começamos a planejar uma viagem a Machu Picchu nos deparamos com uma grande pergunta: como chegar? Quando procuramos algumas respostas na internet aparecem muitas como a Trilha Inca, Trilha Salkantay, Km 82, Águas Calientes, caminhar ao longo dos trilhos do trem etc. Então vamos ver passo a passo…

Chegando à cidade de Cusco:

Antes de começar a descrever cada alternativa, a primeira coisa que você precisa saber é que todas têm como ponto de partida a cidade de Cusco. Sua primeira e obrigatória parada, todos os caminhos que comentarei terminam no povoado de Águas Calientes, também conhecido como povoado de Machu Picchu, localizado no sopé da montanha Machu Picchu onde está situado o Santuário e de onde se pode subir até a cidadela caminhando ou de ônibus. Mostrarei as diferentes maneiras de se chegar a Machu Picchu, apertem os cintos, por favor.

Veja também: 5 lugares imperdíveis na sua visita à cidadela de Machu Picchu

1.- Machu Picchu de trem:

Esta é a opção mais usada pelos viajantes, sua grande vantagem é a economia de tempo, em apenas três horas e meia de Cusco até Águas Calientes. Seu ponto de partida é a estação Poroy, a 25 minutos da Plaza de Armas, em Cusco. O destino final é a estação do povoado de Machu Picchu. Você também pode pegar o trem em Ollantaytambo, a 2 horas de Cusco. Muitos preferem conhecer este povoado antes de ir a Machu Picchu.

Existem duas companhias ferroviárias, a mais concorrida é a Perurail, com seus serviços peculiares como Expedition, Vistadome e Hiram Bingham. O Expedition é o mais econômico e muito confortável, já sendo suficiente para a viagem. As janelas deste trem são grandes o bastante para desfrutar do passeio por algumas partes do Vale Sagrado. O valor da passagem custa por volta de USD150 ida e volta. O Vistadome é um pouco mais caro com algumas diferenças como janelas maiores e, na volta, um show de danças típicas. O vagão de luxo, Hiram Bingham, custa mais o menos USD500 ida e volta. Há viagens a Machu Picchu para todos os gostos e bolsos.

2.- Machu Picchu pela Trilha Inca:

Antigamente os caminhos permitiam a todo o império inca ir de Cusco por todo o Vale Sagrado até Machu Picchu. A famosa Trilha Inca começa no km 82, próximo a Ollantaytambo, uma caminhada que pode durar 2 ou 4 dias, dependendo do seu ponto de início. É obrigatório fazer o caminho com um guia turístico e contratar uma operadora de turismo. É necessário reservar o ingresso com 3 a 6 meses de antecedência devido ao limite máximo de visitantes por dia.

Fazendo a Trilha Inca você entrará em Machu Picchu pela Porta do Sol, a entrada original da cidadela e não a que se usa atualmente como porta de entrada dos turistas.

3.- Machu Picchu por Salkantay:

Devido à fama da Trilha Inca, da dificuldade de se conseguir lugar se não fizer uma reserva antecipadamente e ao aumento do preço do ingresso devido à grande demanda, muitas pessoas começaram a fazer a rota de Salkantay, a qual pode ser realizada por conta própria (é sempre melhor contratar um guia local para não se perder) ou contratar também um serviço de uma agência de viagens. O caminho termina em Águas Calientes e não subindo pela Porta do Sol como a Trilha Inca. A Trilha de Salkantay passa por Santa Teresa de onde se caminha por 3h seguindo os trilhos do trem ou de trem até Águas Calientes.

Veja também: Onde estão localizadas as ruínas de Machu Picchu

4.- Machu Picchu por Santa Maria – Hidrelétrica:

Há uma rota menos frequentada e mais econômica que é por Santa Teresa, porém o acesso é mais difícil. O custo total aproximado (se for por conta própria) desta rota é de 40 sois. Você pode ir com agências de turismo que a oferecem com maior comodidade.

Este caminho sai do terminal de Santiago de onde se toma um ônibus com destino a Quillabamba, descendo no povoado de Santa Maria. Dali contrata-se um táxi ou van até Santa Teresa. O custo do trajeto total é aproximadamente 35 sois. Pode-se caminhar, pegar um táxi, caminhão ou van por 5 sois de Santa Teresa à Hidrelétrica. A partir de Hidrelétrica pega-se um trem que vai direto a Machu Picchu (Águas Calientes) ou também pode-se caminhar. Se for por Santa Teresa você pode fazer uma tirolesa. Várias empresas oferecem este passeio, uma aventura.

5.- Machu Picchu pela via férrea a partir do km 82: 

Primeiro você deve pegar um transporte que leve até o km 82, pode ser de ônibus mesmo, muitos viajantes preferem ir até este local de transporte público e não para fazer a famosa Trilha Inca, mas para caminhar ao longo da linha do trem e deste ponto caminhar até Águas Calientes. Há aqueles que fazem este caminho desde Ollantaytambo o que é muito cansativo e por alguns momentos, perigoso, pois em vários trechos você precisa passar por túneis longos e escuros, mas é o caminho mais rápido depois do trem. Na minha opinião, é a opção menos atrativa, porém a mais econômica.