Os 11 principais pontos turísticos de Arequipa

A cidade de Arequipa, conhecida como a Cidade Branca, por sua particular construção de pedra de silhar, com influência europeia como grandes catedrais, palácios, moradias entre outros.

Arequipa está situada no sul do país, limitada ao norte com Ayacucho, Apurímac e Cusco a oeste de Puno, a 2335m de altitude.

Arequipa, além de oferecer diversas paisagens e lugares turísticos, é a segunda cidade mais importante do Peru pela grande quantidade de habitantes, e também, para muitos viajantes, é o ponto de partida para os principais lugares turísticos do sul do Peru, como também para Cusco e Puno, cidades que apresentam muitos destinos turísticos importantes.

Arequipa, tal como todos os departamentos do Peru oferece muitos centros turísticos que não podem ser ignorados e entre os que mais se sobressaem são os seguintes:

Praça de Armas

A praça principal da Cidade Branca de Arequipa localiza-se no Centro Histórico da cidade sendo um de seus principais lugares públicos.

O Coração da Cidade Branca, considerado como uma das praças mais bonitas do Peru e de toda a América Latina, rodeada pela catedral de Arequipa ao norte, pelos Três Portais a leste, sul e oeste, a igreja de Companhia a sudeste e ao centro a praça principal com sua bela fonte de bronze de três pratos coroados com a figura de um soldado do século XVI.

Catedral da Cidade de Arequipa

A catedral de Arequipa é considerada um dos principais monumentos religiosos mais importantes do século XVII da Cidade Branca. Este monumento foi construído com pedra de silhar de origem vulcânica e de estilo neo-renascentista com influência europeia ocupa todo o lado norte da praça principal.

A catedral sofreu vários danos sérios devido aos terremotos dos anos de 1606, 1666, 1668, 1687 e 1784. Após uma reconstrução sofreu um incêndio em 1844 e somente em 1868 voltou a ser reconstruída por um arquiteto de Arequipa chamado Luis Poblete e, em 2001, voltou a sofrer um terremoto que afetou suas torres.

Igreja e Complexo de Companhia

Esta é uma das numerosas igrejas que se encontram na Cidade Branca. A igreja e Complexo de Companhia está localizada entre o portal municipal e o portal das Flores. Em seu interior podemos ver valiosos objetos de madeira entalhada folheados a ouro.

A construção da igreja e complexo de Companhia teve início em 1590. Sob a direção do irmão Felipe, a igreja foi finalizada em 1698. Seu desenho arquitetônico foi concebido por Gaspar Báez, em 1573. Dentro desta igreja observa-se 66 quadros da escola Cusquenha dos artistas Bernardo Bitti e Diego de la Puente.

Veja também: Os principais pontos turísticos de Lima

Bairro de San Lázaro

O bairro mais representativo de Arequipa é o mais antigo da cidade. Com suas ruas estreitas e suas casas construídas de pedra de silhar e pequenas praças circulares decoradas com vários tipos de flores, entre elas, gerânios.

Este bairro antigo está localizado a 5 quadras da Praça de Armas da Cidade Branca de Arequipa. O bairro de San Lázaro é considerado Patrimônio Cultural da Humanidade.

Monastério de Santa Catalina

Também conhecido como Convento de Santa Catalina, data de mais de 4 séculos e abriu suas portas aos turistas em 1970. Foi construído em um terreno de 20.000m2 e fundado por María de Guzmán com o apoio do Vice-rei Francisco Toledo. O lugar foi escolhido por sua beleza natural, pelo clima acolhedor e a disposição de material único que é o silhar.

Este convento foi construído para hospedar as filhas das famílias mais ilustres de Arequipa. As mulheres que ingressaram como monjas no Mosteiro eram crioulas, mestiças e filhas de “curacas” (médicos tradicionais). Em 1964 foram admitidas as primeiras monjas espanholas. A história conta que também monjas pobres e damas da cidade entraram para o convento.

Los Tambos (hospedarias)

Foram construídas durante a época dos incas como lugares de descanso e restabelecimento das rotas comerciais.

Na Cidade Branca encontram-se muitas hospedarias, a maior parte delas localiza-se ao redor da Ponte Bolognesi. Antigamente, eram uma porta de entrada para muitos tropeiros que chegavam à cidade de Arequipa vindos da costa e da serra peruanas.

Muitas delas ainda podem ser observadas como testemunho de todo o sucesso de histórias comerciais de Arequipa.

Veja também: Os principais pontos turísticos de Cusco

Mirante de Yanahuara

Este mirante possui um conjunto de belos arcos construídos de pedra silhar e hoje tornaram-se uma visita obrigatória para muitos viajantes estrangeiros. Deste mirante, construído em 1972, pode-se avistar a maravilhosa vista de toda Arequipa incluindo seus três vulcões. Além disso, é ainda mais incrível quando o céu está limpo.

Yanahuara está situado a 2km da cidade e possui becos estreitos de pedra e casas antigas construídas de silhar. O que mais se destaca de todo o resto é a praça de Yanahuara onde se encontram os arcos com uma vista espetacular de toda a Cidade Branca e seus três vulcões: Misti, Chachai e Picchu Picchu.

Vila de Cayma

Mais conhecida como Balcón de Arequipa por oferecer uma impressionante vista da cidade, apresenta impressionantes paisagens rodeadas por ladeiras, passagens e é circundada pelo rio Chili.

Encontramos também a igreja antiga de San Miguel Arcángel cujo interior apresenta pinturas da escola Cusquenha.

A Vila de Cayma está localizada a 2403m de altitude e, por sua privilegiada localização, oferece uma vista espetacular. No Balcón de Arequipa pode-se realizar diferentes esportes de aventura.

Moinho de Sabandia

Mais conhecido como o Porto sul-oriental de Arequipa que oferece uma vista fantástica dos três vulcões da cidade: Misti, Chachani e Picchu Picchu. Além disso, conta com amplas plataformas. Pode-se também observar moradias de estilo coloniais preservadas onde está situado um imenso moinho construído em 1785.

O moinho de Sabandia foi construído com material silhar e sua arquitetura mostra o trabalho dos arequipenhos e continua funcionando da mesma maneira como processava o trigo antigamente, com imensas rodas de pedra.

O porto sul oriental de Arequipa está localizado a 8km ao sul da Cidade Branca, no Distrito de Sabandi, província de Arequipa, a 30 minutos de ônibus.

Reserva Nacional de Salinas e Aguada Blanca

O principal objetivo desta reserva é conservar os recursos naturais e paisagísticos da área. Geralmente garante a proteção do habitat da vicunã, lhama, guanaco, alpaca e taruca da região.

A Reserva Nacional de Salinas e Aguas Blancas está situada em uma cordilheira vulcânica composta por vários vulcões como o Misti, Picchu Picchu, Chachani, Acune e Ubinas. Nesta zona, observa-se também montanhas, nevados, lindas lagoas e prados úmidos entre outros.

Esta reserva estende-se por 366.936 hectares e localiza-se a 4300m de altitude. Para poder subir, pega-se a rota que sai em direção a Yura-Juliaca pela antiga estrada de Cabreria de Arequipa.

Cânion de Colca

Um dos principais destinos turísticos do Peru, considerado como um dos cânions mais profundos de todo o mundo. Este centro turístico oferece paisagens espetaculares, restos arqueológicos, pequenos povoados coloniais e o mais interessante e importante é o vôo dos condores andinos ao nascer do sol com o reflexo do sol baixo e céu azul.

Para apreciar tudo o que o cânion de Colca oferece deve-se ir ao vale de Colca situado a 151km da Cidade Branca de Arequipa e a 3 horas de viagem de ônibus. Normalmente é recomendável descansar uma noite no vale do Colca (Chivay) para poder apreciar o fabuloso vôo dos condores.

Confira os melhores pacotes para arequipa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *