CONSULTORA DE VIAGENS / Ana Paula +51-959148222

E-MAIL/ atendimento@perugrandtravel.com

Arequipa

Arequipa foi fundada em 15 de agosto de 1540, sob o nome de “Vila Bonita de Nossa Senhora Assunta”. A cidade foi construída quase totalmente em silhar, um tipo de pedra vulcânica branca, responsável por ser conhecida como Cidade Branca. Arequipa é uma terra abençoada por sua esplêndida geografia, flora, fauna e lindas ruas. Favorecida por um clima ensolarado o ano todo e um céu azul típico da serra que convidam a caminhar e admirar a natureza. Abriga muita história e tradição e é rodeada de um litoral com praias muito concorridas durante todo o ano. Uma menção curiosa de Arequipa é que seus moradores são chamados de “characatos”, em referência a um distrito muito tradicional da região, apelido este acolhido com alegria.

Localização

Esta bela cidade está localizada a sudoeste do Peru, em frente ao Oceano Pacífico. Devido à sua localização, Arequipa é o centro comercial do sul do Peru. Conta com os vulcões Coropuna, Solimana e o famoso Misti. Seus nevados como o Ampato, Hualcahualca, Chachani e Pichu Pichu fazem de sua geografia uma grande atração turística. Sem dúvida, uma linda experiência você pode encontrar aqui.

Clima

Arequipa possui um dos melhores climas da região, sendo considerada “a cidade do eterno céu azul” uma vez que sua temperaturas não passam de 25°C e muito raramente descem a menos de 10°C. Na época húmida, de dezembro a março, nuvens são vistas à tarde e há esporádicas precipitações de chuva. No inverno, de junho a julho, faz um pouco mais de frio e a temperatura baixa até 10°C, porém com o clima seco a sensação de frio é menor. Devido ao clima a agricultura tem um importante papel e por isso veremos grandes plantações e paisagens naturais de grande beleza.

Altitude

Arequipa possui distintas zonas geográficas que fazem com que sua altitude varie quase do nível do mar até grandes altitudes, sendo o mínimo de 9msnm (Punta de Bombón, Islay) até 4910msnm (Mirante de Patapampa, Caylloma).

Como chegar

Há três formas tradicionais de se chegar a Arequipa: aérea, férrea ou de ônibus.

Via aérea: a cidade de Arequipa conta com o Aeroporto Internacional Tenente FAP Alfredo Rodriguez Ballón situado a 8km do centro da cidade. É relativamente pequeno, porém possui instalações cômodas para os passageiros. Opera voos nacionais diários e regulares saindo de Lima, Cusco, Juliaca e Tacna e também voos internacionais da Bolívia e Chile.

Para se chegar por estrada à Arequipa é muito importante saber que ela está interconectada com as cidades do sul do Peru pela rodovia Panamericana Sul, facilitando seu acesso a partir de Tacna e Chile. Há transporte em ônibus regulares que chegam e partem de Arequipa, Cusco, Puno, Tacna, Nazca e outras cidades. A maioria dos ônibus que chegam a Arequipa o fazem pelo Terminal Internacional de Arequipa ou o Terminal Terrestre, permitindo ao passageiro encontrar a maioria das empresas em um só lugar.

A outra via de acesso a Arequipa é a férrea partindo somente de algumas cidades da costa e da serra e onde duas linhas operam: Cusco-Puno-Arequipa e Arequipa-Mollendo. Esta via é uma alternativa para a chegada à Cidade Branca, porém o tempo de viagem é longo, ideal para pessoas que desejam ter uma experiência diferente.

Melhor época para viajar

Na serra peruana é muito comum perceber os climas húmido e seco e Arequipa é parte dela.

Mesmo que seja sempre um bom momento de realizar uma viagem a Arequipa, pode-se observar que os melhores meses são os da temporada seca, evitando chuvas e índices maiores de humidade. Sem dúvida, visitar a cidade em agosto durante a primeira quinzena é melhor uma vez que é o mês de comemoração da cidade com inúmeras feiras, exposições de gastronomia, corrida de touros, fogos artificiais, atividades turísticas e recreacionais que fazem deste mês uma alegria a seus visitantes e seus moradores.

Principais atrações turísticas

Arequipa possui muitas atrações turísticas devido a alguns fatores como geografia, cultura, tradição, gastronomia e sobretudo a amabilidade das pessoas. Para poder conhecer a cidade de Arequipa é recomendável planejar uma viagem mais longa onde você poderá visitá-la com tranquilidade e conhecer toda a beleza desta grandiosa cidade. A seguir mencionaremos as atrações turísticas mais importantes da Cidade Branca.

  • Vulcão Misti: a uma altitude de 5825msnm é considerado o emblema e o Apu de Arequipa. Além disso, de cima de seu cume é possível se ver a cidade, o vale do rio Chili e os vulcões Chachani e Pichu Pichu. Cada vulcão ou Apu contém uma história devido ao grande misticismo que possuem para os moradores.
  • Monastério de Santa Catalina: um dos museus mais importantes de Arequipa. Trata-se de uma pequena cidade murada com claustros, praças, ruas, tetos de telha e pisos de pedra. Foi construído em 1580 e, em seu interior, há valiosas pinturas coloniais da Escola Cusquenha, objetos de culto talhados e ambientes da vida cotidiana bem conservados com mais de quatro séculos. O tour no convento é um verdadeiro espetáculo recebendo elogios e mostrando sua amabilidade aos visitantes.
  • Catedral da cidade de Arequipa: trata-se de uma das maiores representações artísticas da cidade. Conhecida também como a Catedral Basílica de Santa Maria, em estilo neoclássico, e considerada um dos maiores monumentos religiosos do século XVII. Construída em silhar (pedra de origem vulcânica) é importante saber que grande parte das construções importantes da cidade foram feitas do mesmo material. Preserva objetos de grande importância como o púlpito trazido de Lille, França e um órgão monumental belga, de 12 m de altura. O tour realizado dentro da catedral é cheio de misticismo religioso e andino. Uma grande experiência, sem dúvida.
  • Cânion do Colca: um dos mais imponentes e profundos do mundo, possuindo muito mais que paisagens. Inúmeros terraços que datam da época inca e alguns povoados que continuam utilizando-os diariamente. Há também banhos termais e um excelente mirante de onde se aprecia o voo do condor. O trekking para este tour é considerado um dos melhores pelas paisagens ao longo do caminho e o misticismo que o envolve.
  • Mirante Yanahuara: situado a 2km do centro de Arequipa foi construído no século XIX e possui uma série de arcos em silhar onde foram gravadas as palavras de ilustres arequipenhos. O lugar possui uma vista privilegiada da cidade junto ao vulcão Misti e é de onde se tem a foto típica de Arequipa.

Datas especiais

Arequipa também tem importantes festividades durante o ano. Seguem as mais representativas:

  • Aniversário de Arequipa: é uma das festas mais importantes de Arequipa comemorando-se sua fundação, em 15 de agosto de 1540. A população tem participação ativa neste evento que realiza tradições e festas da região e algumas das atividades são brigas de galo e o famoso “Corso de la amistad”, um desfile com apresentação de danças e carros alegóricos.
  • Semana Santa de Arequipa: como em outras regiões do país, em Arequipa o fervor religioso é muito arraigado aos costumes andinos. Umas das comemorações mais importantes é sem dúvida a Semana Santa com atividades que começam no Domingo de Ramos indo até o Domingo de Páscoa.
  • Virgem de Chapi: trata-se de uma festa comemorada todo dia 1º de maio quando milhares de fiéis de todo o Peru e países vizinhos realizam uma peregrinação ao Santuário da Virgem de Chapi para pedir um milagre ou abençoá-la. Sem dúvida, uma tradição de muito fervor religioso de longa data.

Gastronomia

Arequipa identifica-se por possuir ricos pratos de sabores únicos do resto do país. Mostrar ao mundo sua gastronomia e sua cultura é abarcar conceitos muito amplos e, sem dúvida, mencionaremos os pratos mais conhecidos.

  • “Ocopa” é um dos carros chefe da região de Arequipa, sendo preparado com produtos da região como folhas de “huacatay”, pimenta “ají” e Mirassol, “ají” amarelo, milho, bolacha e outros produtos que fazem deste prato muito rico. Também é típico de algumas zonas o uso de “batan” (objetos de pedra utilizados antigamente na preparação de alimentos). O liquidificador também é utilizado em seu preparo.
  • “Rocoto relleno” (pimenta recheada) é outro carro chefe da gastronomia de Arequipa. O “rocoto” tradicional é feito com carne moída, cebola, pimenta “ají” panca. Este pode ser acompanhado de diversas maneiras, com batata ou com purê. Sem dúvida podemos encontrar o “rocoto relleno” em outras regiões do Peru, porém não há dúvida que a preparação em Arequipa o faz especial.
  • “Adobo” (mistura de temperos filipino) arequipenho é um prato preparado a base de carne de porco bem condimentado. A forma de servi-lo varia algumas vezes sendo acompanhado de batata doce, arroz ou tradicionalmente, em Arequipa, é preparado em panela de barro dando um sabor especial e agradável.
  • “Chupe” (sopa) de camarão: devido à sua geografia, costa e serra, pode-se preparar pratos da costa agregando produtos da serra. O “chupe” de camarão é um deste pratos. Um verdadeiro deleite.
  • “Mazamorra de airampo” (mingau de cacto): possui uma cor característica de um tom meio arroxeado. Produto típico de Arequipa feito com a fécula do milho para dar consistência e é servido quente acompanhado de canela em pó. Uma sobremesa deliciosa.